setembro 04 2013 0comment

Fratura do Umero

Geralmente acometem pacientes idosos, e nesta faixa etária usualmente há uma fragilidade óssea, bastando um trauma banal para que a fratura ocorra. Quando acomete pacientes jovens, por terem boa estrutura óssea, as fraturas, em geral, são decorrentes de um trauma violento, sendo, portanto, fraturas mais complexa e de difícil tratamento.

Muitas vezes são fraturas sem deslocamento ou com deslocamento mínimo, que não necessitam de cirurgia.
O tratamento dessas fraturas vai depender do tipo de fratura e seus eventuais desvios, porém, mais do que tudo depende do tipo de paciente a ser tratado; sua idade, suas condições clínicas e atividade física.
Inúmeros são os tipos de fraturas e são divididas conforme o número de fragmentos ósseos
O tipo de cirurgia depende do gravidade da fratura. Na maioria das fraturas, o objetivo é fixar os fragmentos ósseos e estabilizá-los de
O tratamento não cirúrgico, ou conservador, é feito com a imobilização do ombro, através do uso de uma tipoia. O tempo de uso da tipoia é variável e depende da cicatrização óssea (consolidação) que será avaliada através de radiografias seriadas.
modo a permitir uma movim entação e reabilitação precoce. Existem diversos métodos para fixar essa fratura. O método mais utilizado atualmente é a fixação com placas específicas para esse tipo de fratura, com características mecânicas que apresentam maior resistência e promovem maior estabilidade