setembro 04 2013 0comment

Lesão do manguito rotator

Os músculos do manguito rotador são quatro: supre espinhal, infra espinhal, redondo menor e subescapular. Os mais comumente lesados são supra e infra espinhal. Outro tendão importante que precisa ser observando na região é o bíceps (cabo longo)

Estes músculos são importantes para certos movimentos do ombro. Sua lesão leva a dor no ombro e diminuição de força, além de piorar com certos movimentos tais como: abdução (movimentos de abrir o braço) e colocar o braço para trás como, por exemplo, para pegar um objeto no banco de trás do carro.

Uma lesão pode ser parcial ou completa e os sintomas, de uma maneira geral, serão relacionados ao tipo de lesão que o paciente apresenta.

As lesões completas estão mais relacionadas a um processo degenerativo, uma evolução não satisfatória de uma síndrome de impacto do ombro e/ou trauma.
As lesões parciais são mais, comumente, relacionadas ao esporte e trauma; ocorrem também em pacientes mais jovens, mas isto não significa que um paciente jovem não possa ter uma lesão completa destes músculos, ou que, um paciente mais velho não possa ter uma lesão parcial. A profundidade da lesão esta relacionada ao tratamento que será indicado

O paciente com lesão completa do manguito rotador como dito anteriormente, se queixa de dor no ombro acometido, podendo ainda se queixar de uma dor irradiada para o braço e não incomum, a piora noturna.

No exame físico existem testes específicos que nos levam a suspeitar de uma lesão de manguito rotador. Radiografias são importantes e a ressonância magnética confirma a lesão,

O tratamento também depende do tipo de lesão que o paciente apresenta, da qualidade do músculo lesado, idade do paciente e suas expectativas.

De uma maneira geral, quando nos deparamos com uma lesão importante do manguito, o tratamento é cirúrgico e nós realizamos a reparação da lesão por artroscopia; cirurgia realizada por pequenos pertuitos na pele de cerca de 1,5 cm onde é introduzida uma micro câmera e pequenos instrumentos de sutura. E hoje é a melhor indicação para reparar a lesão. Além disso, permite uma avaliação detalhada da articulação do ombro e tratar possíveis problemas associados.

A reabilitação (fisioterapia) é de fundamental importância durante o tratamento tanto conservador quanto cirúrgico